PERGUNTAS FREQUENTES

Principais esclarecimentos e dúvidas sobre Drywall

AS PAREDES DE DRYWALL SÃO RESISTENTES?

As paredes drywall podem ser configuradas de inúmeras formas para atender aos diferentes requisitos da Norma de Desempenho ABNT NBR 15575:2013, no que diz respeito à resistência mecânica. Em qualquer situação e para qualquer necessidade, podem ser montadas paredes drywall com resistência mecânica tão elevada quanto a das paredes equivalentes de alvenaria de blocos de concreto ou blocos cerâmicos.

O que assegura a resistência mecânica e a rigidez de uma parede drywall é o conjunto composto pela estrutura formada por perfis de aço galvanizado e as chapas de gesso nela fixadas, proporcionando seu contraventamento.

A estrutura pode ser especificada de diferentes formas. Pode ser simples ou dupla (neste caso com ou sem ligação), com perfis de diferentes espessuras (48, 70 ou 90 mm), também simples ou duplos, com espaçamento entre eles de 400 ou 600 mm (os mais usuais) ou até menores em paredes especiais ou curvas, por exemplo. Por sua vez, podem ser usadas uma ou mais chapas de gesso de cada lado da estrutura.

Desse modo, com a mesma facilidade e todas as demais vantagens oferecidas pelo sistema drywall, podem ser projetadas e executadas desde paredes simples de vedação entre ambientes secos em um apartamento até paredes de alto desempenho e com grandes dimensões, como as das salas de cinema instaladas em shopping centers de todo o País.

PINTURA EM DRYWALL EXIGE CUIDADOS DIFERENCIADOS?

A pintura de paredes, forros e revestimentos em drywall requer alguns cuidados:

  • Que as áreas que receberam massa de tratamento – juntas e pontos de aplicação dos parafusos – estejam secas, perfeitamente niveladas e lixadas;

  • Que seja aplicada, como fundo, uma demão de tinta diluída a 50% em toda a superfície para uniformizar a absorção das demãos seguintes.

COMO FIXAR CARGAS E OBJETOS EM DRYWALL?

A fixação de cargas e objetos em sistemas drywall é, em geral, mais simples do que em outros sistemas construtivos. Porém, é necessário, em função do tipo de objeto ou de carga que se deseja fixar, obedecer a duas regras básicas:

  • A escolha da bucha correta para cada tipo de aplicação – existem desde buchas muito simples, de plástico, para cargas leves até buchas de metal ou com haste metálica, para cargas mais pesadas, para fixação de armários de cozinha, ganchos ou armadores de redes de dormir e aparelhos de TV de grandes dimensões;

  • Definição dos pontos em que essas buchas podem ou devem ser aplicadas – podendo ser colocadas diretamente nas chapas de gesso, nos perfis estruturais ou, para cargas mais pesadas, em áreas da parede com reforços internos de madeira ou metal.

AS PAREDES DE DRYWALL SÃO ACÚSTICAS?

O drywall é o sistema construtivo que atende com maior facilidade a todas as exigências da Norma de Desempenho ABNT NBR 15575:2013 no que diz respeito ao conforto acústico.


A parede mais simples com essa tecnologia, com 73 mm de espessura, composta por uma chapa de gesso fixada em cada lado de uma estrutura com 48 mm de largura, já oferece isolamento de 36 dB, equivalente ao de uma parede simples de alvenaria com aproximadamente o dobro de espessura. No extremo oposto, podem ser projetadas paredes com isolamento bem maior, como as instaladas nos cinemas hoje em funcionamento nos shopping centers de todo o Brasil.


A razão para essa superioridade do drywall é simples: uma parede com essa tecnologia é o que em acústica se chama de sistema “massa-mola-massa”, composto por dois elementos rígidos (as chapas de gesso) e um elemento flexível (o ar no interior do sistema, cuja ação pode ser reforçada por uma manta isolante). O primeiro elemento reflete e dissipa parte da onda sonora; a onda mais fraca transmitida é amortecida pelo elemento flexível; e o som ou ruído remanescente é refletido e dissipado pelo segundo elemento rígido.


Isso permite que as vedações internas de edificações residenciais e não residenciais sejam configuradas de acordo com os requisitos de cada ambiente, visando ao maior isolamento sonoro possível, sem que isso reduza qualquer das vantagens oferecidas pela tecnologia drywall como leveza, economia de espaço interno, rapidez de execução, respeito à liberdade criativa no projeto e qualidade de acabamento.

POSSO CONSTRUIR OU REFORMAR MEU BANHEIRO COM DRYWALL?

De modo geral, não existem restrições quanto ao uso do Drywall, mas é fundamental ter em mente que cada área de aplicação pede por uma chapa específica. 

A parede de gesso, como também é conhecida, pode ser utilizada em qualquer ambiente da casa, inclusive banheiro, cozinha e área de serviço. Sim, é possível usar o sistema drywall em ambientes úmidos, desde que se faça a escolha correta da placa. No caso a chapa verde ou RU que é resistente à umidade e recebe aditivos e fungicidas que a torna resistente a fungos e bolor. Mas lembre-se ela é resistente e não a prova d’água. No banheiro deve seguir as recomendações de impermeabilização e idealmente revestimentos no caso da área do box área úmida.